Home > Glossário

Glossário

ABECIP: Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança.

Acordo de Basiléia: Conjunto de regras prudenciais bancárias divulgado pelo Comitê de Supervisão Bancária da Basiléia com o objetivo de dar maior solidez ao sistema financeiro mundial, sendo algumas dessas regras adotadas no Brasil (em alguns casos, com adaptações e/ou ajustes) por meio da Resolução CMN 2.099.

Acordo de Basiléia II: Revisão das diretrizes e dos princípios do Acordo de Basiléia de 1988, proposto pelo Comitê de Supervisão Bancária da Basiléia.

ANBID: Associação Nacional dos Bancos de Investimento.

ANBIMA: Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais foi criada em outubro de 2009 como resultado da união da ANBID - Associação Nacional dos Bancos de Investimento com a ANDIMA - Associação Nacional das Instituições do Mercado Financeiro. A nova entidade representa 325 associados, entre bancos comerciais, múltiplos e de investimento, asset managements, corretoras, distribuidoras de valores mobiliários e consultores de investimento.

ANDIMA: Associação Nacional das Instituições do Mercado Aberto.

BACEN ou Banco Central: Banco Central do Brasil.

Bovespa: Bolsa de Valores de São Paulo.

CAGR: Taxa Composta de Crescimento Anual (Compound Annual Growth Rate).

Câmara de Arbitragem: Câmara de Arbitragem do Mercado, instituída pela Bovespa.

CBLC: Câmara Brasileira de Liquidação e Custódia.

CMN: Conselho Monetário Nacional.

COFINS: Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social.

COPOM: Comitê de Política Monetária.

COSIF: Plano Contábil das Instituições do Sistema Financeiro Nacional.

CVM: Comissão de Valores Mobiliários.

IFRS: International Financial Reporting Standards.

Índice da Basiléia: É a expressão numérica representativa do valor do patrimônio líquido ajustado dividido pelo valor do ativo ponderado pelo risco, conforme definido no Acordo da Basiléia. Os ajustes do patrimônio líquido e a ponderação de ativos pelo risco são estabelecidos pela regulamentação do Banco Central.

IOF: Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro, ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários.

IPCA: Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, divulgado pelo IBGE.

PAA: Posto Avançado de Atendimento.

PAB: Posto de Atendimento Bancário.

PAE: Posto de Atendimento Eletrônico.

Patrimônio de Referência: Patrimônio base utilizado na verificação do atendimento aos limites operacionais de natureza regulamentar impostos pelo Banco Central, tais como Índice de Basiléia e o limite de recursos aplicados no ativo permanente.

PROER: Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento do Sistema Financeiro Nacional.

PROES: Programa de Incentivo a Redução do Setor Público Estadual na Atividade Bancária.

Regulation S: Regulation S do Securities Act.

Retorno sobre o patrimônio líquido médio ou ROAE: Lucro líquido como percentual do saldo médio do patrimônio líquido (Return on Average Equity).

SEC: Securities and Exchange Commission dos Estados Unidos.

Securities Act: Securities Act de 1933 dos Estados Unidos, conforme alterado.

SELIC: Sistema Especial de Liquidação e Custódia.

SRF: Secretaria da Receita Federal.

STF: Supremo Tribunal Federal.

STJ: Superior Tribunal de Justiça.

Taxa DI: Taxa média diária de depósitos interfinanceiros expressa na forma percentual ao ano, calculada e divulgada pela CETIP e expressa em taxa efetiva anual.

TJLP: Taxa de Juros de Longo Prazo, expressa na forma percentual ao ano, determinada pelo CMN.

US GAAP: Práticas contábeis geralmente aceitas nos Estados Unidos.