Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 28/06/2018

Brasília, 28 de junho de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: O dia foi mais positivo para o mercado doméstico refletindo o alívio dos investidores com o resultado de pesquisa CNI/Ibope, que mostrou falta de fôlego do pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, na corrida à Presidência da República. Nas bolsas internacionais, mais cedo, houve mau humor com ameaças do presidente dos EUAE, Donald Trump, à União Europeia.

Bolsa: A bolsa doméstica subiu refletindo uma combinação de notícias de viés positivos. O Ibovespa reagiu positivamente à pesquisa CNI/Ibope que mostrou Ciro Gomes sem grandes avanços e a confirmação pelo Relatório Trimestral de Inflação (RTI) da expectativa de manutenção da taxa Selic por mais tempo. O Ibovespa encerrou o dia em alta de 1,64%, fechando em 71.766 pontos.
Juros: Os juros futuros fecharam a sessão regular em queda firme, tendo ampliado o movimento na última hora, com mínimas nos vencimentos de curto e médio prazos. A aceleração do recuo das taxas não foi atribuído a fatores específicos, mas sim ao aumento do apetite pelo risco no exterior, o que amplia os ganhos de moedas emergentes contra o dólar e também das ações. Com isso, a curva acentuou o alívio de prêmios que dava o tom aos negócios desde manhã, após a divulgação do Relatório Trimestral de Inflação (RTI). O DI Jan/19 fechou com taxa de 6,825%, de 6,975% ontem no ajuste. A taxa do DI para janeiro de 2021 recuou de 9,55% para 9,35%.
Dólar: Mesmo sem leilão extra de swap e linha, o dólar operou predominantemente em queda desde cedo, precificando um aumento da oferta na esteira de um crescimento do PIB americano abaixo do esperado no primeiro trimestre do ano, a posição praticamente estagnada de Ciro Gomes na pesquisa CNI/Ibope. A divisa americana encerrou o dia em queda de 0,37%, valendo R$ 3,85.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.