Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 28/05/2018

Brasília, 28 de maio de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: O dia foi de tensão nos mercados domésticos com investidores avaliando os impactos da greve dos caminhoneiros e inábil atuação do governo até o momento. A preocupação maior entre os analistas do mercado é de que novas demandas e de outras categorias possam onerar ainda mais as contas públicas. No ambiente externo, com ferido nos EUA e no Reino Unido os volumes de negociações foram reduzidos.

Bolsa:  A bolsa doméstica seguiu reagindo aos efeitos da paralisação dos caminhoneiros e mostrou queda ao fim do dia de 4,49%. O movimento foi intensificado pela falta de um referencial de Wall Street, onde os mercados não operaram em virtude do feriado pelo Memorial Day. O Ibovespa encerrou o dia em 75.355 pontos.
Juros:  Os DIs encerraram a sessão regular em alta em toda a curva refletindo ainda as incertezas quanto aos impactos econômicos, políticos e sociais da paralisação dos caminhoneiros. Com o feriado nos EUA o foco ficou retido na crise doméstica. O DI Jan/19 encerrou o dia em 6,75%, de 6,67% da véspera. O DI Jan/21 subiu de 8,76% para 8,83%.
Dólar:  O mercado de câmbio operou com liquidez reduzida em função do feriado nos EUA e Reino Unido. O movimento predominante foi o de valorização do dólar ante o real em uma demanda defensiva que refletiu a preocupação com a greve dos caminhoneiros e seus reflexos para a economia do país. A divisa encerrou o dia em alta de 1,90%, valendo R$ 3,73.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.