Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 27/12/2017

Brasília, 27 de dezembro de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: Em mais um pregão marcado pelo vazio noticioso e poucos negócios, os ativos se ajustaram modestamente levando em conta fatores técnicos e dados conjunturais, como as boas vendas no varejo no Natal, a disputa pela Ptax e as notícias no campo político.

Bolsa: O Índice Bovespa teve hoje sua quinta alta consecutiva, em meio a um ambiente de agenda esvaziada e liquidez bastante reduzida. O indicador terminou o dia com ganho de 0,48%, aos 76.072,53 pontos, passando a contabilizar valorização de 5,70% em dezembro. Os negócios somaram R$ 5,17 bilhões.
Juros: A liquidez fraca foi a tônica da sessão no mercado de juros futuros no penúltimo dia de negócios de 2017. As taxas dos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) oscilaram perto dos ajustes da terça-feira ao longo de todo o dia, com tendência majoritária de baixa. Na avaliação de profissionais do segmento de renda fixa, o indicador mais importante da agenda do dia - o resultado do Caged em novembro - não chegou a ser um vetor capaz de conduzir os preços. O DI Jan/19 encerrou a sessão estendida a 6,89% ante 6,87%. O DI Jan/21 terminou a 9,10% ante 9,12% no ajuste de ontem.
Dólar: Em mais um dia de liquidez baixa, por causa das festas de fim de ano, o dólar terminou a sessão em leve baixa no segmento à vista e com pequena alta no mercado futuro. Segundo profissionais do mercado, a expectativa de um eventual rebaixamento da nota de crédito do País pela S&P segue no radar, o que mantém a divisa acima dos R$ 3,30.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.