Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 23/08/2017

Brasília, 23 de agosto de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: Dia positivo para o os mercados domésticos em reflexo ao conjunto de notícias positivas, como o resultado do IPCA-15, dentro das estimativas dos analistas, e a aprovação da TLP na comissão mista do Congresso. No cenário internacional, destaque para as declarações do presidente dos EUA, Donald Trump, de paralisar o governo caso não consiga financiamento para a construção de um muro na fronteira com o México.

Bolsa: O mercado de renda variável foi favorecido pelo tom positivo do noticiário no dia. A aprovação da TLP na comissão mista do Congresso e o anúncio de uma lista de 57 privatizações foram responsáveis pelo fôlego da bolsa. Desse modo, o Ibovespa encerrou o dia em alta de 0,67%, aos 70.477 pontos, amparados pela visão dos analistas de que as ações do governo visam, sobretudo, a busca do ajuste fiscal.
Juros: Os DIs tiveram um dia de queda repercuntindo a divulgaçao do resultado do IPCA-15 do mês de agosto (0,35%), dentro do estimado pelas principais casas. No período da tarde, a aprovação da TLP na comissão mista do Congresso ratificou a tendência baixista e investidores já trabalham com a possibilidade de 62% de redução de 1 ponto da Selic na próxima reunião do Copom. O DI Jan/18 encerrou o dia com taxa de 7,94%, de 8,04% na véspera, O DI Jan/20 saiu de 8,87%, para 8,75% e o DI Jan/21 finalizou com 9,38%, de 9,49% no fechamento anterior.
Dólar: O dólar manteve o movimento de queda encerrando o dia no patamar de R$ 3,13, após o anúncio pelo governo da proposta de privatizações, com destaque para o leilão de 14 aeroportos e desestatização da Casa da Moeda. A aprovação da TLP e o otimismo em relação ao leilão em torno da Cemig ratificaram o movimento baixista. A moeda americana encerrou o dia em baixa de 0,97%.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.