Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 23/07/2018

Brasília, 23 de julho de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: Os mercados domésticos corrigiram parte do ajuste positivo da sexta-feira, quando foram estimulados pelo apoio do chamado Centrão à candidatura do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin em virtude de declarações do candidato no fim de semana que mostraram que ainda há incerteza em relação ao comprometimento do bloco com o PSDB. Lá fora, as disputas comerciais seguem no radar e líderes das maiores economias do mundo buscam o diálogo para tentar evitar que as tensões comerciais e geopolíticas causem um impacto negativo no crescimento global.

Bolsa: Após uma abertura instável, o Ibovespa firmou-se em queda nesta segunda-feira refletindo o comportamento dos índices acionários em Nova York e também na Europa. No mercado doméstico, a forte alta da semana passada abriu espaço para alguma realização de lucros e ajustes nos preços. O Ibovespa encerrou o dia em queda de 0,73%, aos 77.996 pontos.
Juros: Os juros futuros encerraram a sessão regular em alta, corrigindo parte da queda vista na sexta-feira, em meio à pressão do dólar, que pela manhã chegou a tocar novamente no patamar dos R$ 3,80, mas passou a tarde já abaixo desse nível. O volume de contratos negociados, contudo, ficou abaixo do padrão, sugerindo que o movimento de realização de lucros foi contido. O DI Jan/20 encerrou na máxima de 8,14%, de 8,06%. O DI Jan/21 fechou em 9,11%, de 9,07% do dia anterior.
Dólar: Depois da reação positiva dos investidores ao apoio do Centrão ao presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) na sessão anterior, o tucano declarou em rede social no sábado que é contra a contribuição sindical, causando a primeira crise com o bloco partidário e trazendo mal estar aos negócios no começo da sessão hoje. A declaração imostrou impacto no mercdao de câmbio que encerrou o dia em alta de 0,16%, valendo R$ 3,78.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.