Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 18/05/2018

Brasília, 18 de maio de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: Dia negativo no cenário doméstico marcado pela sexta alta consecutiva do dólar e disparada dos juros de longo prazo. A cautela dos investidores decorre do aumento das incertezas no quadro local desde a decisão do Banco Central, que contrariou aposta majoritária do mercado de corte da Selic e optou por manter a taxa básica em 6,50% ao ano.

Bolsa:  A bolsa deu continuidade às perdas de mais de 3% da véspera e caiu novamente pressionada pela piora de seus pares internacionais e pela cautela com o cenário interno. A percepção de incertezas na economia doméstica aliada à perspectiva de antecipação do ciclo de aperto monetário contribuem para afastar os investidores da Bolsa. O Ibovespa encerrou o dia em queda de 0,65%, aos 83.081 pontos.
Juros:  Os DIs tiveram mais uma sessão de alta nesta sexta-feira, marcada novamente por movimentos de zeragem de posições vendidas nos principais contratos. A contínua alta do dólar não somente ante o real mas também ante demais países emergentes têm impulsionado os DIs nos últimos pregões. O DI Jan/19 encerrou o dia em 6,68%, ante 6,60% da véspera. O DI Jan/23 saiu de 9,77% para 10,15% no fechamento.
Dólar:  No mercado de câmbio, o dia foi negativo para emergentes, porém, o real sofreu em maior proporção ante seus pares, refletindo um desconforto do mercado com o Banco Central, que, na percepção dos investidores, deveria intervir mais firmemente no segmento de câmbio. O dólar encerrou o dia com valorização de 1,01%, valendo R$ 3,73.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.