Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 14/05/2018

Brasília, 14 de maio de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: Dia de cautela marcado pelas incertezas eleitorais, após divulgação de pesquisas. O crescimento das intenções de voto para o ex-ministro Ciro Gomes, considerado antirreformista pelo mercado levou investidores reticentes na compra de ativos no mercado doméstico.

Bolsa: As incertezas eleitorais foram determinantes para o comportamento da bolsa no dia. O Ibovespa exibiu pouco fôlego para avançar além das suas melhores marcas do ano e encerrou o dia estável, aos 85.232 pontos.
Juros: Os juros futuros fecharam a sessão em alta, novamente pressionados pelo desempenho do dólar ante a maioria das moedas de economias emergentes, incluindo o real, às vésperas da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom). O DI Jan/19 fechou a 6,36%, de 6,31% na véspera. O DI Jan/21 saiu de 8,37% para 8,48%.
Dólar: O dólar se firmou em alta acompanhando a trajetória ruim de outras moedas latino americanas. Depois de uma abertura em queda, a moeda americana voltou a se valorizar em relação ao real e encerrou o dia em alta de 0,74%, valendo R$ 3,62.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores