Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 12/09/2017

Brasília, 12 de setembro de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: Notícia de que o ministro Luis Roberto Barroso autorizou abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer pesou sobre os ativos nesta tarde. No ambiente internacional, clima mais estável após os conflitos geopolíticos dos últimos dias e a passagem do furacão Irma nos EUA.

 

Bolsa: Os investidores aproveitaram a informação da autorização de abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer para realizar lucros após o forte movimento de alta dos últimos dias. Ainda assim, o índice renovou máximas até o meio da tarde e renovou hoje seu patamar recorde. No fechamento, o Ibovespa registrou alta de 0,30% e encerrou aos 74.538 pontos.
Juros: A leitura da ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) da semana manteve o sinal de baixa para os juros de curto prazo durante a tarde, enquanto as taxas longas, que já tinham viés de alta pela manhã, foram um pouco mais para cima na etapa vespertina, diante da aceleração dos ganhos do dólar ante o real. O noticiário político, cujo destaque foi a autorização para abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer pelo Supremo Tribunal Federal (STF), também recomendou redução na exposição ao risco prefixado. O DI Jan/19 encerrou o dia em 7,64%, de 7,68% do fechamento anterior. O DI Jan/21 fechou em 9,02%, de 8,99% da véspera.
Dólar: O dólar encerrou o dia em alta de 0,72%, valendo R$ 3,13. A trajetória ascendente da moeda levou em conta fatores internos, como a informação de que o ministro Luis Roberto Barroso, do STF, autorizou a abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer, e também o comportamento da moeda no exterior, uma vez que a moeda avançou em relação a divisas de economias emergentes em geral.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.