Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 12/07/2018

Brasília, 12 de julho de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: O dia foi positivo no ambiente externo, com os índices de ações de Nova York e Europa operando em alta embalados pela reafirmação, nessa manhã, pelo presidente dos EUA, do compromisso com a Otan, anulando o temor de saída da aliança. No noticiário interno, o foco esteve voltado para a aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019, que libera reajustes a servidores públicos, entre outros pontos.

Bolsa: A bolsa doméstica encerrou o pregão em alta seguindo o comportamento das principais bolsas internacionais. O comportamento refletiu não somente o bom humor externo como a valorização das commodities e a perspectiva positiva para o início da temporada de balanços. O Ibovespa encerrou o dia em alta de 1,96%, aos 75.856 pontos.
Juros: Os DIs acumularam prêmios ao longo da curva acompanhando o movimento do dólar no mercado doméstico. Os vencimentos de longo prazo renovaram as máximas na última hora da sessão refletindo as preocupações com a área fiscal em função da chamada "pauta-bomba" em andamento no Congresso Nacional. O DI Jan/19 encerrou o dia com taxa de 6,88%, de 6,83% da véspera. O DI Jan/21 fechou em 9,31%, de 9,18% do fechamento anterior.
Dólar: O dólar abriu o dia em queda ante o real conduzida pelo apetite dos investidores por ativos de risco. No entanto, a moeda americana inverteu a posição refletindo a cautela com o cenário doméstico, após aprovação da LDO e outras leis que geram gastos de aproximadamente R$ 100 bilhões nos próximos anos. A divisa encerrou o dia em alta de 0,21% ante o real, valendo R$ 3,88.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.