Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 08/09/2017

Brasília, 08 de setembro de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: Dia de liquidez reduzida no mercado doméstico após retorno do feriado do dia da Independência. No exterior, sentimento de incerteza guiou os investidores, derrubando os preços do petróleo e do dólar.

Bolsa: O Ibovespa teve um dia de queda basicamente influenciado pela influência negativa das commodities e índices acionários no exterior. O indicador encerrou o dia em baixa de 0,45%, aos 73.078 pontos. O giro financeiro registrado foi mais baixo que o normal, em reflexo ao feriado doméstico de ontem.
Juros: O comunicado do Comitê de Política Monetária foi bem recebido pelos investidores e os DIs oscilaram ao longo do dia entre queda e estabilidade. A decisão de cortar a Selic em 1,00 pp já estava precificada pelo mercado e o documento ratificou a visão dos analistas de que deve haver uma redução no ritmo de corte na próxima reunião do comitê. O DI Jan/19 encerrou o dia estável em 7,62%. A taxa do DI Jan/21 caiu de 8,95% para 8,91%.
Dólar: O dólar rompeu o nível de R$ 3,10 nesta sexta-feira, fechando o dia em R$ 3,09, preço não registrado desde março. O movimento esteve sincronizado com a desvalorização da divisa no exterior, refletindo a cautela dos investidores diante de fatores como o furacão Irma, que se aproxima dos Estados Unidos e com um possível teste nuclear pela Coreia do Norte neste fim de semana.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.