Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado -07/03/2018

Brasília, 06 de março de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: Dia de aversão ao risco nos mercados internacionais em virtude do alerta do Banco Central do Canadá, emitido no anúncio da manutenção dos juros no país em 1,25%, segundo o qual acontecimentos da política comercial geram “importante e crescente” incerteza para as perspectivas globais. Internamente, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou hoje em Nova York que o governo inicia um processo de avaliação se haveria ou não a possibilidade de alterar impostos que incidem sobre combustíveis, mas que não há um prazo definido para uma decisão sobre o tema.

Bolsa: A bolsa teve um dia de queda penalizada pela retomada das preocupações globais com uma eventual guerra comercial após a renúncia de Gary Cohn do governo norte-americano. A saída é vista como um sinal de que Trump irá adiante com a cobrança de tarifa de 25% nas importações do aço e de 10% nas de alumínio. Outras medidas nesse sentido podem estar por vir, como a adoção de taxas a produtos chineses. O Ibovespa encerrou o dia em baixa.
Juros: Os juros futuros de longo prazo fecharam com viés de alta a sessão regular, enquanto os de curto e médio prazos terminaram com ligeira baixa. O mau humor externo conduziu os negócios nos vencimentos a partir de 2021, que haviam devolvido bastante prêmio recentemente, após o pedido de demissão do principal conselheiro econômico da Casa Branca, Gary Cohn, por se opor ao plano de Donald Trump de aplicar tarifas de importação para alumínio e aço. O DI JAN/19 encerrou estável em 6,45%. O DI JAN/21 também ficou estável em 8,28%.
Dolar: O dólar operou em alta ante o real diante da cautela externa, queda de commodities e desconforto de agentes locais com as dificuldades para o ajuste fiscal do governo Temer, segundo operadores de câmbio. Internamente, trazem preocupação os riscos de que a privatização da Eletrobras poderá não ocorrer este ano. A moeda americana encerrou o dia em alta de 0,95%, valendo R$ 3,24.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.