Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 06/03/2019

Brasília, 06 de março de 2019

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário:

Após dois dias fechados, o mercado brasileiro abre hoje em ritmo de correções e ajustes de preço dos ativos, uma vez que os mercados globais tiveram negociações normais nesse período. Notícias não muito animadoras da economia americana divulgadas hoje e as incertezas sobre o acordo EUA x China além de falta de definições obre o Brexit ditaram a cautela dos analistas externos. Já no mercado interno a saída do Presidente da Vale e três diretores foram bem recebidas pelo mercado. Por outro lado as declarações do Presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais ainda tem um impacto incerto mas com viés negativo.

Bolsa: Com a negatividade externa e as dificuldades externas, a Vale valorizando em 2,8% as ações da empresa não foi suficiente para recuperar as negociações na B3 que fecharam o dia em queda de 0,41% aos 94.217 pontos.
Juros: Os juros foram influenciados pelas declarações do presidente Jair Bolsonaro no tweeter que demonstram a quantidade de ruido que ele enfrentará para se articular políticamente diante de tantas mudanças que precisam ser feitas. O mercado reagiu a isso fechando o DI 2021 de 7,16% de sexta-feira para 7,20%. No juros de curto prazo 2020 o ajuste foi menor de 6,47% para 6,485%.
Dólar: No retorno do recesso de carnaval o dólar enfrentou um dia bastante conturbado no mercado externo com notícias sobre desaquecimento de economia global e dificuldades nas relações entre grandes potências economicas. Internamente consolidação das dificuldades de articulação política colocam cada vez mais os analistas em posição de proteção o que faz a moeda chegar aos mais altos patamares já encontrados e fechar hoje em alta de 1,46%, aos 3,8342.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.