Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 05/10/2017

Brasília, 05 de outubro de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: Cenário externo teve como destaque a aprovação pela Câmara dos Estados Unidos de uma das propostas de orçamento, motivo visto pelos investidores como suficiente para ampliar a confiança na aprovação da reforma tributária de Donald Trump. Internamente, o ambiente político seguiu concentrando as atenções e imputando cautela aos mercados.

Bolsa: A bolsa brasileira operou com volatilidade ao longo do dia. O índice chegou a subir 1,87%, alcançando nova marca histórica de 78.024 pontos. No entanto, ao longo do dia perdeu fôlego e encerrou com ganho modesto de 0,03%, aos 76.617 pontos.
Juros: Os juros futuros tiveram um dia de alta amparado, segundo analistas, por um movimento de correção e um desconforto com a informação de que o Banco Central estuda reduzir o recolhimento dos depósitos compulsórios. O DI Jan/19 encerrou o dia em 7,29%, de 7,25% do fechamento anterior e o DI Jan/21 saiu de 8,77% para 8,85%.
Dólar: Após acumular quedas expressivas nas últimas sessões, a moeda norte-americana subiu ante o real no dia diante do fortalecimento generalizado no exterior em meio à expectativa com dados de empregos nos EUA e cautela diante do imbróglio envolvendo a relatoria do tucano Bonifácio de Andrada (MG) à frente da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer na Comissão e Justiça (CCJ).

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.