Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 05/06/2018

Brasília, 05 de junho de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: O dia foi de cautela no mercado doméstico em meio aos receios de agravamento da crise fiscal após concessão de subsídios para reduzir o preço do diesel, da possibilidade de mudanças na política de reajuste de preços da gasolina e do fortalecimento de candidatos com perfil heterodoxo nas pesquisas de intenção de voto para presidente. No ambiente externo, as atenções seguiram voltadas para a questão comercial entre EUA e seus parceiros.

Bolsa:  A deterioração das principais bolsas internacionais e as incertezas no cenário doméstico impediram a continuidade da recuperação da véspera pelo Ibovespa. Dúvidas sobre como o governo conseguirá reduzir o impacto da alta dos combustíveis no bolso do consumidor e as incertezas acerca da questão eleitoral levaram o índice a encerrar o dia em queda de 2,49%, aos 76.641 pontos.
Juros:  Os DIs acumularam prêmio ao longo da curva, renovando as máximas pouco antes do fechamento da sessão regular, alinhados à deterioração do câmbio e das ações no Brasil. No fim da sessão, as taxas mais longas subiam mais de 40 pontos-bases. A taxa DI Jan/19 avançou de 6,71% para 6,90%. O DI Jan/21 encerrou na máxima de 9,05%, de 8,76% ontem no ajuste.
Dólar:  O dólar foi pressionado por um movimento de stop loss em meio à alta externa da divisa americana e ao noticiário interno que trouxe preocupações quanto às questões eleitorais e contas do governo. A moeda bateu máximas sequenciais no fim da manhã e encerrou o dia cotado em R$3,81, com valorização de 1,85%.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.