Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado -05/03/2018

Brasília, 05 de março de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: Mesmo com o tom de cautela instaurado nos mercados internacionais em virtude das preocupações acerca da sobretaxação das importações de aço e alumínio nos Estados Unidos, o dia foi preponderantemente positivo no ambiente doméstico. No noticiário interno, destaque para a nova fase da Operação Carne Fraca deflagrada hoje, que mira a BRF e tende a afetar as exportações brasileiras.

Bolsa: A bolsa iniciou o dia no negativo, refletindo o tom de cautela nos mercados internacionais e o noticiário corporativo que levou as ações da BRF a recuarem mais de 14% ao longo do dia. A tarde, entretanto, os negócios ganharam força e o Iboevspa inverteu a posição, puxada basicamente pela alta do petróleo, encerrando o dia em alta de 0,30%, aos 86.022 pontos.
Juros: No mercado de DIs, os vencimentos devolveram prêmios com investidores otimistas com as declarações do presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, admitindo que a inflação baixa tem surpreendido o que deixou a impressão aos agentes de que há espaço para mais um corte na taxa básica de juros. O DI Jan/19 fechou com taxa de 6,46%, de 6,51% da véspera. O DI Jan/21 saiu de 8,36% para 8,30%.
Dolar: Com volume de negócios fraco o mercado de câmbio inicou o dia com o dólar fortalecido ante o real, seguindo o comportamento da divisa frente as principais moedas no exterior. Ao longo do pregão, contudo, a moeda americana foi perdendo força e encerrou o dia em queda de 0,12%, valendo R$ 3,24.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.