Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 04/07/2018

Brasília, 04 de julho de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: A ausência do referencial dos mercados em Nova York, fechados pelo feriado do Dia da Independência, contribuiu para a instabilidade dos mercados domésticos no dia, em meio à liquidez reduzida. Internamente, levantamento divulgado pelo DataPoder360, mostrou o deputado Jair Bolsonaro (PSL) liderando as intenções de voto para as eleições presidenciais na ausência do ex-presidente Lula.

Bolsa: A bolsa doméstica foi o destaque no dia. O Ibovespa subiu ao longo do dia ajudado pelas ações da Petrobras que passaram a subir após notícia sobre a revisão da regra do Tribunal de Contas da União (TCU) que destrava o caminho para os leilões do governo, tirando obstáculo para o leilão de excedentes da cessão onerosa. A alta das ações da empresa também foi favorecido pelo anúncio do aumento de 4,4% do Gás Liquifeito de Petróleo (GLP). O índice encerrou o dia em alta de 1,46%, aos 74.743 pontos.
Juros: Os juros futuros fecharam a sessão com viés de alta nos vencimentos de curto prazo, ao passo que os vencimentos mais longos recuaram. A sessão foi fraca em virtude do feriado do Dia da Independência nos Estados Unidos, onde os mercados não funcionaram hoje. O DI Jan/19 fechou em 6,84%, ante 6,83% de ontem. O DI Jan/21 fechou estável em 9,32%.
Dólar: O dólar acabou se firmando em alta moderada em meio a volume financeiro reduzido por causa do feriado nos Estados Unidos. O ajuste positivo acompanha o fortalecimento leve da moeda americana frente algumas divisas emergentes. Houve também um pano de fundo de cautela nos negócios em relação à agenda de indicadores e eventos dos próximos dois dias e em virtude das pesquisas eleitorais que vêm mostrando um quadro ainda bem indefinido e desfavorável a candidatos pró-reformas. O dólar encerrou o dia em alta de 0,40%, valendo R$ 3,91.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.