Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 04/07/2017

Brasília, 04 de julho de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: Os mercados domésticos oscilaram em dia de baixa liquidez em virtude do feriado da independência nos EUA. As notícias políticas se mantiveram no radar, mas a ausência de alguma novidade relevante fez predominar o clima de cautela nos mercados que conta também com uma agenda econômica relevante dos EUA para os próximos dias.

Bolsa: A ausência de negócios nas bolsas de Nova York, além da falta de notícias relevantes no cenário doméstico resultaram em um pregão de poucos negócios e oscilações mínimas no dia. Os negócios giraram em torno de um terço da média das últimas semanas. O mercado trabalhou sem referências importantes. Os papeis da Vale foram os destaques de negativo do dia. As ações do setor financeiro também tiveram desempenho essencialmente negativo. O índice encerrou o dia próximo à estabilidade, aos 63.231 pontos.
Juros: Os juros futuros oscilaram ao redor dos ajustes anteriores ao longo de todo o dia. Com volume fraco de contratos negociados, efeito do feriado nos EUA, a ponta longa da curva mostrou algum viés de alta, refletindo o compasso de espera com os eventos políticos da terça-feira e dos próximos dias. O DI Jan/18 encerrou em 8,83%, de 8,84% no ajuste anterior. O DI Jan/21 saiu de 9,98% para 10%.
Dólar: O mercado de câmbio apresentou viés de alta durante todo o dia com o mercado de olho em novidades tanto no Senado quanto na Câmara. O clima de cautela foi ratificado pela expectativa com dados da economia norte-americana, como: dados da indústria e relatório de emprego. O dólar encerrou o dia em alta de 0,10%, valendo R$ 3,30.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.