Boletim de Fechamento

Fechamento de Mercado – 03/11/2017

Brasília, 03 de novembro de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: Volatilidade nos mercados domésticos refletiram cautela dos investidores diante de cenário político doméstico instável e agenda de indicadores fraca. Comentários sobre notícias envolvendo o ministro da Fazenda Henrique Meirelles, quando participava do conselho da J&F e apreensão em relação ao andamento do pacote de medidas fiscais do governo Temer impulsionaram o câmbio e, consequentemente, os DIs de longo prazo. Lá fora, destaque para a confirmação de Jerome Powell para a presidência do Federal Reserve. Powell tem o perfil similar ao de Janet Yellen, atual presidente, e deve manter o ritmo de gradualismo da normalização das consições monetárias nos EUA, o que favorece as economias emergentes.

Bolsa: A Bolsa teve um dia de volatilidade acompanhando o desempenho das bolsas internacionais e o cenário político doméstico. Ao fim do dia o Ibovespa fechou próximo à estabilidade aos 73.915 pontos.
Juros: Em dia de agenda doméstica fraca, o mercado de DIs acompanhou o movimento de alta do dólar, após divulgação de indicadores nos EUA mostrarem resultados acima do esperado. Notícias citando o ministro da fazenda, Henrique Meirelles, contribuíram para o acúmulo de prêmios na ponta longa da curva. O DI Jan/19 encerrou o dia estável em 7,29%. O DI Jan/21 encerrou em 9,41%, ante 9,26% no ajuste de quarta-feira.
Dólar: Em dia de liquidez reduzida, após o retorno do feriado, a moeda norte-americana acumulou alta ante o real tendo como pano de fundo, no ambiente doméstico, as notícias envolvendo o ministro da fazenda e a cautela com o andamento do pacote fiscal do governo Temer. Além disso, no cenário internacional, o resultado de indicadores norte-americanos melhores que o esperado ratificaram a alta da divisa estadunidense. O dólar encerrou o dia em alta de 1,30% ante o real, valendo R$ 3,30.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.