Boletim de Fechamento

Boletim de Fechamento – 14/11/2017

Brasília, 14 de novembro de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Fechamento dos Mercados

Resumo diário: O mercado doméstico alterou a tendência já no final das negociações. Investidores opetaram por manter uma postura mas defensiva antes do feriado da Proclamação da República e pela queda de quase 2% do petróleo, que derrubaram as bolsas em Wall Street e contribuíram para derrubar as ações da Petrobras entre 7% e 8%, também afetadas pelo balanço ruim da companhia no terceiro trimestre.

Bolsa: A Bovespa sofreu a influência de um conjunto de fatores negativos, que levaram investidores a reduzir ainda mais sua exposição ao risco. O resultado ruim do balanço da Petrobras no terceiro trimestre contribuiu para o movimento negativo. O Ibovespa encerrou o dia em 2,27%, aos 70.826 pontos.
Juros: A repercussão positiva do início do dia com as especulações em torno da reforma ministerial não foram suficientes para manter os DIs num movimento de baixa. Pesou negativamente a cautela diante do feriado no dia seguinte. O DI Jan/19 enecerrou o dia em 7,28%, ante 7,27% da véspera. O DI Jan/21 saiu de 9,44% para 9,52%.
Dólar: O dólar abriu a sessão em baixa mas inverteu o sinal ao longo do dia, apesar do enfraquecimento da moeda frente às principais divisas. O movimento foi justificado pela forte queda do petróleo no mercado internacional, que pesou sobre moedas de países emergentes ligados a commodities. A divisa encerrou o dia em alta de 0,37%, valendo R$ 3,30.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.