Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 30/05/2018

Brasília, 30 de maio de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: o anúncio da Casa Branca de que irá impor tarifa de 25% sobre US$ 50 bilhões em bens chineses importados que contenham tecnologia industrial significativa está entre eventos que os investidores irão acompanhar diante do risco de retaliação. Na Europa, o impasse político na Itália segue, mas players repercutem dados de confiança dos negócios melhor que o esperado. Por ora, de forma geral bolsas europeias operam em alta e futuros de bolsa de Nova Iorque apontam para abertura positiva. No câmbio, o dólar perde valor ante a maioria das divisas externas e o petróleo sobe. Quanto a agenda de indicadores, nos EUA, relatório de emprego do setor privado de maio, PIB do 1T18 e livro Bege serão os destaques.

Interno: a melhora no abastecimento de diversos produtos com a volta gradativa dos caminhoneiros será contrabalançado pela greve de três dias anunciado pelos petroleiros. Na agenda, a perspectiva de expansão do PIB do 1T18 de 0,3% pode influenciar as apostas para a trajetória da política monetária, pois um resultado inferior ampliaria o debate sobre o ciclo de queda da taxa Selic.

Bolsa: a cautela dos investidores e a recuperação dos preços dos papéis ontem podem inibir tomada de risco antes do feriado de Corpus Christi, amanhã. Nesse sentido, o Ibovespa deve operar com volatilidade no dia.
Juros: o recuo do dólar ante as demais moedas e os impactos na atividade econômica nacional por conta da greve dos caminhoneiros tendem a tirar pressão dos prêmios ao longo da curva de juros. Assim, os DIs devem operar em baixa.
Dólar: a melhora do humor externo, o arrefecimetno da greve dos caminhoneiros no país, depois de nove dias de paralisações, e aprovação da reoneração de tributos para 28 setores deve ajudar o dólar a perder valor contra o real. Cabe lembrar que em dia de formação de Ptax (taxa de câmbio utilizada para liquidar contratos de futuros de dólar) pode provocar alguma volatilidade ao longo do pregão.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.