Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 28/04/2017

Brasília, 28 de abril de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: mercados internacionais exibem movimentos contidos nesta manhã, no aguardo das negociações fiscais no Congresso dos EUA e da divulgação do PIB do 1º trimestre. Enquanto isso, o petróleo opera no azul, após a forte baixa de ontem. Ademais, comentários de Donald Trump a agência Reuters de que a Coreia do Sul pague pelo sistema antimísseis que os EUA estão instalando no país além de renegociar o acordo de livre comércio de Seul com Washington limitam o viés positivo nas praças financeiras ao redor do mundo.

Interno: investidores nacionais acompanham os desdobramentos da greve geral em todo o Brasil, contra as reformas previdenciária e trabalhista. Em virtude do feriado de 1º de maio na próxima segunda-feira o volume negociado tende a diminuir com uma postura defensiva dos players.

Bolsa: fatores domésticos devem pesar mais na sessão de hoje, haja vista o dia de greve geral e manifestações convocadas pela oposição e seu efeito sobre o clima político para continuar conduzindo a agenda de reformas. A véspera de feriado também deve pesar no volume de negócios e impor nova rodada de perdas do Ibovespa.
Juros: na véspera de fim de semana prolongado com o feriado do Dia do Trabalhador, na segunda-feira, os DIs devem trabalhar em estreitas bandas de negociação e com menor liquidez. O tamanho da adesão à greve hoje será lido pelo mercado como um indicador das chances de a reforma da Previdência passar no Congresso. Os juros futuros de prazos de médio e longo prazo tendem a trabalhar em baixa reforçado pelo alta taxa de desemprego de 13,7% divulgado pelo IBGE mais cedo.
Dólar: questões geopolíticas no exterior e fatores internos (greve geral no país) tendem a afetar do desempenho do real ante ao dólar. O vencimento de Ptax (taxa de câmbio de fechamento de dólar futuro) também contribuirá para que o "Comprados" impulsione as cotações da divisa norte-americana ante ao real no dia.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.