Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 27/02/2018

Brasília, 27 de fevereiro de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: Investidores aguardam pronunciamento de Jerome Powell na Câmara dos Representantes para ratificarem a percepção de uma sinalização de aperto monetário gradual da taxa de juros norte-americana este ano. A dúvida dos agentes do mercado é se haverá espaço para um quarto aumento diante da atual conjuntura econÔmica do país.

Interno: No cenário doméstico, destaque para a divulgação do IGP-M do mês de fevereiro que deve mostrar desaceleração ante o mês anterior. A agenda conta também com o resultado primário do Governo Central de janeiro, que deve apresentar superávit, após o déficit do mês anterior.

Bolsa: após nove altas consecutivas, o Ibovespa deve acompanhar a queda das bolsas no mercado internacional e encerrar o dia em baixa.
Juros: O resultado do IGP-M tende a influenciar o comportamento dos juros no dia. A expectativa é que o indicador mostre forte desaceleração frente ao mês anterior e ratifique o quadro desinflacionário. Juros de curto e médio prazos tendem a cair ao passo que a ponta longa da curva deve acompanhar um possível movimento de alta no dia.
Dólar: a divisa americana deve mostrar alta ante o real no dia acompanhando o movimento de correção no cenário externo.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.