Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 23/06/2017

Brasília, 23 de junho de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: a previsão de que as prévias dos índices de atividade industrial e do setor de serivços norte-americano registrem alta é contrabalançado pela queda dos mesmos índices na Zona do Euro. Nesse sentido, bolsas europeias e petróleo caem, enquanto o dólar passa por correção de preços.

Interno: na agenda econômica, a previsão de que o IPCA-15 de junho continue a desacelerar ajuda a guiar os negócios internamente. A pauta política será monitorada também após o ministro relator da Lava Jato no STF, Edson Fachin, tornar disponível uma cópia digital dos autos do inquérito aberto contra Temer para a Procuradoria-Geral da República (PGR). Assim, abre um prazo de cinco dias par que a PGR apresente a denúncia contra o presidente.

Bolsa: a fraqueza dos principais índices acionários globais e a provável denúncia da PGR relativo ao presidente, Michel Temer, na próxima semana devem impor abertura do Ibovespa no terreno negativo. Ademais, o noticiário corporativo deve também afetar o desempenho dos papéis por conta da decisão dos EUA de suspender as importações de carne bovina in natura do Brasil.
Juros: os DIs de médio e longo prazo devem passar por ajuste positivo, após o Relatório Trimestral de Inflação (RTI) do Banco Central e além de declarações mais suaves do diretor de Política Econômica da instituição. Ainda pesa as incertezas no âmbito político diante da provável denúncia da PGR contra o Temer na semana que vem. Os vencimentos de curto prazo tendem a continuar operando na estabilidade.
Dólar: a perspectiva de melhora dos indicadores de atividade nos EUA deve ser ofuscado por realização de ganhos recentes dos investidores internacionais com a divisa norte-americana de forma a valorizar as demais moedas externas. Por aqui, players domésticos devem usar esses argumentos para corrigir a taxa de câmbio nacional com valorização marginal do real ante ao dólar.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.