Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 22/08/2018

Brasília, 22 de agosto de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: mercados operam no azul à espera da retomada das negociações comerciais entre chineses e americanos e de olho no aquecimento da economia dos EUA por conta da queda nos estoques de petróleo. Por outro lado, turbulência política que gira em torno do presidente dos EUA, Donald Trump, impõe cautela aos investidores internacionais. Ontem, ex-assessores pessoais de campanha do presidente Trump fecharam acordo de delação premiada que pode comprometer o líder norte-americano. Na agenda de eventos, o destaque será a divulgação da ata da mais recente reunião de política monetária do Federal Reserve.

Interno: nova pesquisa Datafolha sobre a corrida presidencial não mostrou muita alteração e por isso pode impactar os mercados locais. Ademais, a conjuntura externa adversa devido a turbulência política nos EUA ratifica a tendência negativa para os preços dos ativos financeiros doméstico.

Bolsa: embora as bolsas externas estejam operando no azul, incertezas políticas locais devem pesar e impor nova rodada de baixa para a bolsa paulista.
Juros: o cenário político incerto após nova pesquisa Datafolha mostrar que não houve alteração na corrida presidencial e pressão cambial tendem a manter a curva de juros com viés de alta. 
Dólar: a turbulência política nos EUA e incertezas eleitorais no Brasil reforçam a perspectiva de alta do dólar frente ao real. No entanto, a pressão de alta pode refluir por conta de uma possível intervenção do Banco Central por meio de operações de swaps cambiais extras ou leilões de linha.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.