Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 20/09/2017

Brasília, 20 de setembro de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: investidores seguem em compasso de espera pela reunião do FOMC (Comitê de Mercado Aberto do Fed), na expectativa da confirmação do processo de enxugamento do balanço e eventuais indicações do aumento de juros. As bolsas europeias operam de forma mista, enquanto as commodities trabalham em alta.

Interno: em dia de agenda esvaziada, mercado doméstico fica no aguardo do Relatório de Inflação a ser divulgado pelo Banco Central e do IPCA-15 de setembro que estão programados para serem conhecidos amanhã. Há também expectativa com a votação no plenário da Câmara dos Deputados com a MP que cria o novo Refis. Por ora, cenário externo deve dominar as atenções.

Bolsa: a volatilidade das praças acionárias no exterior por conta das expecativas com a decisão de política monetária do Banco Central dos EUA, Fed, e patamar elevado do Ibovespa sugerem que possa haver uma correção de preços.
Juros: as quedas dos DIs nos últimos dias antecipando a renovação da leitura positiva para o Copom deve prevalecer e manter os prêmios da estrutura à termo de juros ao redor da estabilidade.
Dólar: a fraqueza do dólar ante as divisas externas e a perspectiva de que o Fed indique uma condução da política monetária bem gradual tendem a impor leve alta do real ante a moeda norte-americana na sessão regular.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.