Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 12/09/2017

Brasília, 12 de setembro de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: sem agenda relevante nos EUA e ausência de tensões geopolíticas e perda de força do furacão Irma ajuda no ambiente positivo nos mercados internacionais. No momento, bolsas europeias e futuros de bolsa de Nova York operam em alta, bem como petróleo e dólar ante as demais divisas.

Interno: novos riscos políticos entram no radar com o vazamento do relatório da Polícia Federal contra Temer e membros do PMDB onde consta que as autoridades cometeram crimes de corrupção. O assunto pode gerar ruídos e constrangimentos, recolocando o Planalto como foco de acusações após breve período de alívio.

Bolsa: a conjuntura externa positiva para as bolsas internacionais segue, no entanto, novos fatos políticos podem limitar o espaço de alta do Ibovespa no pregão regular.
Juros: em dia de ata do Copom, no qual os agentes esperam que o Banco Central indique redução do ritmo de queda da taxa Selic com provável encerramento gradual do ciclo, os investidores devem provocar ligeira baixa nos vencimentos de médio e longo prazo.
Dólar: a valorização do dólar frete as moedas internacionais e novos riscos políticos internos tendem a impor nova correção de preços, para cima, na taxa de câmbio doméstica.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.