Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 07/05/2018

Brasília, 07 de maio de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: mercados operam em tom positivo ainda refletindo os dados de emprego norte-americano divulgados na sexta, no qual, mostram desempenho satisfatório e sem indicar aceleração dos salários. Ademais, as expectativas de que Donald Trump poderá restaurar sanções ao Irã no próximo sábado impulsiona as cotações do petróleo que já ultrapassou a barreira dos US$ 70 por barril pela primeira vez desde o fim de 2014. Por ora, bolsas europeias e futuros de bolsa de Nova Iorque operam em alta, enquanto o dólar retoma a valorização global moderada.

Interno: o fator político segue no foco dos investidores locais cuja expectativas dos candidatos em temas econômicas ainda gera preocupações. Neste fim de semana, o assessor econômico de Ciro Gomes, Mauro Benevides Filho, fez uma defesa do ajuste fiscal com ênfase no aumento das receitas. Evento a ser promovido pelo UOL/Folha/SBT com início da sabatina dos presidenciáveis também será acompanhado. A agenda de indicadores esvaziada no dia ganhará relevância ao longo da semana com divulgação de índices de inflação (IPCA e IGP-M) e de números da atividade (dados da Anfavea e vendas no varejo).

Bolsa: o ambiente internacional mais propenso ao risco com alta das commodities deve prevalecer sobre as incertezas políticas doméstica e tende a impulsionar o Ibovespa positivamente.
Juros: recuperação do dólar ante as moedas externas e indefinições políticas em âmbito interno tendem a pressionar de forma altista a parte média e longa da curva à termo de juros. Já os vencimentos mais curtos deve operar na estabilidade.
Dólar: o fortalecimento do dólar no exterior ante as divisas de referência e emergentes diante da percepção dos agentes de que a economia dos EUA continua em ritmo de expansão consistente e incertezas de política econômica dos candidatos a presidência da república brasileira devem impor depreciação do real frente a moeda Yankee.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.