Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 06/06/2017

Brasília, 06 de junho de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: o dia tende a ser marcado pela cautela dos investidores internacionais, à espera de eventos como o testemunho do ex-diretor do FBI, James Comey, na próxima quinta-feira, que pode trazer implicações negativas para o governo Trump. Ademais, a semana ainda reserva eleição geral no Reino Unido e decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE).

Interno: agentes domésticos operam na defensiva, no aguardo da retomada do julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE no início da noite. Os rumores dão conta de que haja pedido de vista por parte de algum ministro do TSE e provoque uma postergação do julgamento, porém não significaria tranquilidade para o governo ou para os mercados diante das incertezas.

Bolsa: outro dia de abertura negativa para as bolsas europeias e para o petróleo podem contaminar a direção do Ibovespa na sessão de hoje. Além disso, o quadro político bastante incerto deve reforça o viés de baixa para o índice acionário doméstico.
Juros: a persistência da cautela com o quadro político interno deve-se contrapor a mensagem da ata do Copom que deve reiterar o tom do comunicado, ao apontar um ritmo menor de corte dos juros. Ademais, a curva à termo de juros tende corrigir os preços após dois dias de alta.
Dólar: ambiente externo ainda volátil com queda do petróleo e das bolsas internacionais e cautela antes do julgamento da chapa Dilma-Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que começa hoje à noite, tendem a valorizar o dólar ante ao real.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.