Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 06/02/2018

Brasília, 06 de fevereiro de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: a correção de preços iniciada na sexta-feira passada segue ditando o rumo dos negócios. Bolsas europeias e futuros de bolsa de Wall Street operam em baixa juntamente com commodities, enquanto o dólar sobe ante a maioria das moedas internacionais. Os rumores quanto a possibilidade do Federal Reserve elevar quatro vezes os juros em 2018, depois que dados do mercado de trabalho dos EUA surpreenderam positivamente, houve um movimento global de baixa nos mercados, com piora expressiva.

Interno: mercados devem operar de olho no clima global de maior aversão ao risco e monitorando o primeiro dia de decisão do Copom. O noticiário político sem novidades reafirma a percepção de que a reforma da Previdência não avançará.

Bolsa: a sequência de baixa nas bolsas internacionais segue e tende a contaminar mais uma vez o Ibovespa. Vale lembrar que uma possível estabilização em papéis específicos pode acontecer.
Juros: no primeiro dia de reunião do Copom, o cenário externo segue apresentando forte volatilidade e impacta na depreciação da taxa de câmbio. Nesse sentido, a estrutura à termo de juros devem operar em alta seguindo a conjuntura externa instável.
Dólar: se internamente as perspectivas para a reforma da Previdência não inspira, a volatilidade externa acentua a perspectiva de um terceiro dia consecutivo de valorização do dólar ante ao Real.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.