Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 05/06/2017

Brasília, 05 de junho de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: semana começa com merados internacionais operando de forma negativa devido as tensões quanto ao ataque terrorista em Londres no sábado e também diante à proximidade da eleição no Reino Unido, crucial para o futuro das negociações do Brexit. Nesse sentido, bolsas e petroléo operam em queda.

Interno: os agentes econômicos domésticos tendem a entrar em fase mais turbulenta em meio a eventos que podem definir os destinos do governo Temer. Reforça essa perspectiva, a prisão do ex-deputado Rocha Loures no sábado que foi vista como uma tentativa de força-lo a delatar o presidente, às vésperas da retomada do julgamento da chapa Dilma/Temer no TSE.

Bolsa: queda das bolsas europeias e do petróleo associado as indefinições no campo da política interna devem pesar sobre as cotações dos papéis negociados no Ibovespa.
Juros: a cautela com o quadro político interno e alta dos juros norte-americanos tendem a inclinar positivamente a estrutura à termo de juros na sessão de hoje. Apesar do boletim Focus ter apresentado estimativas de inflação melhores para 2017 e 2018, a tensão política deve reforçar a aposta do mercado pela posição defensiva.
Dólar: ambiente externo volátil com queda do petróleo e das bolsas internacionais e cautela antes do julgamento da chapa Dilma-Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que começa amanhã, tendem a valorizar o dólar ante ao real.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.