Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 05/01/2018

Brasília, 05 de janeiro de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: mercados internacionais seguem embalados pelas perspectivas positivas para as principais economias em 2018. Bons números recentes de emprego do setor privado norte-americano geram expectativas positivas para a agenda de indicadores de atividade e trabalho, previsto para hoje, na maior economia do mundo. Nesse sentido, bolsas europeias, futuros de bolsa de NY e o dólar operam em alta, ao passo que petróleo corrige preços.

Interno: ambiente global positivo deve manter o euforia nos investidores locais e favorecer os preços dos ativos de risco. No entanto, certa cautela deve ser vista conforme apontou a agência de classificação de risco Standard & Poor´s (S&P) de que não descarta fazer revisões nas notas em anos eleitorais – algo que já aconteceu em situações anteriores.

Bolsa: A permanência do bom desempenho das praças acionárias globais ainda deve ajudar o Ibovespa a manter o viés positivo. Por outro lado, o alerta da S&P pode provocar uma acomodação do índice acionário paulista que já acumula ganhos de quase 3% na semana.
Juros: dólar mais forte ante as moedas internacionais e alerta da S&P sobre o rating do país tendem a impor alta da curva de juros.
Dólar: o movimento alta do dólar ante a divisas internacionais, amparadas pelas expectativas de bons números de atividade e emprego, e correção da taxa de câmbio doméstica - após a queda da taxa de 2,35% na semana - devem corroborar o viés de alta da divisa norte-americana frente ao Real.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.