Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 04/10/2017

Brasília, 04 de outubro de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: petróleo e bolsas europeias abrem o dia em queda com investidores aproveitando para realizar lucros diante dos patamares elevados dos ativos. Como pretexto para esse movimento, players utilizam do cenário político instável na Espanha e aumento dos estoques de gasolina.

Interno: as incertezas políticas afetam de forma marginal os ativos financeiros domésticos. No entanto, os efeitos positivos da retomada gradual da economia e a queda dos juros alimentam o viés positivo.

Bolsa: mesmo com a queda de algumas commodities e bolsas internacionais o ambiente doméstico positivo deve prevalecer e manter a escalada do Ibovespa no dia. Dados recentes da atividade mostrando retomada e queda dos juros estimulam o avanço do índice acionário paulista.
Juros: a menor pressão externa vinda pelo câmbio e perspectiva de inflação doméstica em nível mais baixo devem favorecer a queda da curva à termo de juros.
Dólar: a captação externa do Tesouro Nacional ontem e indicadores de atividade nacional revelando recuperação gradual da economia devem influenciar de forma mais ativa a taxa de câmbio interna mesmo diante da conjuntura externa ligeiramente negativa.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.