Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 04/09/2017

Brasília, 04 de setembro de 2017

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: novo teste nuclear realizado pela Coreia do Norte neste domingo renova a cautela nos mercados internacionais na abertura. Além disso, feriado nos EUA deve reduzir a liquidez global e refletir com movimentos mais contidos nas demais praças financeiras ao redor do globo. No momento, bolsas europeias caem e dólar sobe ante as divisas emergentes.

Interno: a agenda econômica e política esvaziada para esta segunda-feira deve ser compensada, a partir de amanhã, com as votações das metas fiscais e da TLP. Também no foco segue a possível nova denúncia criminal da PGR contra o presidente Michel Temer.

Bolsa: a queda das bolsas externas e níveis elevados do Ibovespa devem suscitar correção de preços do principal índice acionário local.
Juros: a cautela externa diante das renovadas tensões geopolíticas e dúvidas quanto a uma possível segunda denúncia criminal contra o presidente Michel Temer pela PGR tendem a pressionar a curva de juros nos vecimentos de médio e longo prazo.
Dólar: o ambiente internacional negativo diante do novo teste nuclear realizado pela Coreia do Norte e dúvidas quanto ao desenrolar da pauta econômica no Congresso devem depreciar o real ante ao dólar.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.