Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 04/01/2018

Brasília, 04 de janeiro de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: permanece positivo o ambiente nos mercados internacionais nesta abertura dos negócios, após dados fortes de atividade na China e Zona do Euro. Na política monetária norte-americana, a ata do Fed, divulgada ontem, sugeriu o risco de um aperto maior dos juros nos EUA, porém os mercados seguem apostando no gradualismo. Por ora, bolsas europeias e futuros de bolsa de NY operam em alta, dólar cede ante a maioria das moedas externas, enquanto o petróleo sobe.

Interno: o bom humor externo e as perspectivas para a economia local neste ano segue ditando o clima dos negócios. Ainda prevalece a expectativa quanto ao julgamento do ex-presidente Lula, bem como com as Ofertas Iniciais de Ações (IPOs) ao longo do primeiro semestre.

Bolsa: bom desempenho das praças acionárias globais e maior propensão ao risco de investidor estrangeiro com o mercado acionário doméstica devem alavancar novamente ganhos no Ibovespa que já acumula 2,09% de valorização.
Juros: embora a conjuntura externa esteja favorável aos ativos de países emergentes, os leilões do Tesouro Nacional tendem a trazer volatilidade para a curva de juros no pregão regular.
Dólar: o movimento queda do dólar ante a maioria das divisas internacionais, diante das perspectivas para a economia global, e a prevalência das previsões de gradualismo do Fed para este ano devem corroborar o viés de apreciação do Real frente a moeda norte-americana.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.