Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 03/10/2018

Brasília, 03 de outubro de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: melhora do humor dos investidores estrangeiros nesta manhã está relacionado a decisão do governo italiano de se comprometer com o controle gradual de seu déficit orçamentário, o que favorece uma menor tensão sobre o tema com a União Europeia. Contudo, os índices de atividade do setor industrial e de serviços da zona do euro registrando queda em setembro (de 54,5 pontos em agosto para 54,1 pontos) e o recuo de 0,2% em agosto das vendas no varejo na região da moeda única limita o ânimo dos players internacionais. Por ora, bolsas europeias, futuros de bolsas de Nova Iorque e commodities sobem, enquanto o dólar ganha valor frente as moedas internacionais.

Interno: a pesquisa Datafolha de intenções de voto para presidente reforça o fortalecimento de Jair Bolsonaro (PSL) com uma maior distância, de 11 pontos, com o segundo colocado Fernando Haddad (PT). Os mercado deve dar continuidade ao impulso nos preços dos ativos financeiros observado ontem, a quatro dias do primeiro turno das eleições.

Bolsa: A última pesquisa Datafolha reforçando fortalecimento das intenções de voto para o candidato Jair Bolsonaro (PSL) e queda de Fenando Haddad (PT) associado a alta das commodities no exterior (favorece papéis como os da Petrobrás, da Vale e da Cosan) devem manter a tendência de alta do Ibovespa na sessão regular.
Juros: Os investidores devem reagir positivamente à última pesquisa Datafolha ratificando maior vantagem de Jair Bolsonaro (PSL) na corrida presidencial. O otimismo dos agentes domésticos refere-se a perspectiva de manutenção da taxa Selic em 6,5% ao ano na reunião deste mês diante da descompressão do câmbio e seus efeitos sobre a inflação; Assim, os juros futuros tendem a cair (implica, no dia, diminuição dos custos de captação e aplicação dos bancos).
Dólar: Apesar da alta do dólar frente as demais divisas externas em função das perspectivas de que o mercado de trabalho dos EUA está forte se contrapõe a pesquisa Datafolha reforçando aumento nas intenções de voto de Jair Bolsonaro (PSL) e queda de Fernando Haddad (PT). Desse modo, o dólar tende ceder frente ao real nesta abertura.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.