Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 03/09/2018

Brasília, 03 de setembro de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: o feriado do dia do trabalho nos EUA tira liquidez das praças financeiras internacionais e provoca a cautela dos investidores por conta das tensões comerciais entre EUA e seus principais parceiros (China, Canadá, União Europeia), além das crises na Turquia e na Argentina. Por hora, as bolsas europeias operam em sua maioria em baixa, enquanto o dólar ganha valor frente às moedas de referência e emergentes.

Interno: o quadro eleitoral totalmente indefinido e desafiador para as candidaturas ditas reformistas seguem no foco dos agentes domésticos e impõe novamente perspectiva negativa para os mercados locais.

Bolsa: em dia de feriado nos EUA, investidores brasileiros tendem a operar com cautela diante do viés negativo das praças financeiras externas e das incertezas no âmbito político eleitoral nacional. Assim, o Ibovespa deve trabalhar com tendência de baixa no pregão regular de hoje.
Juros: o fortalecimento do dólar no exterior e seus efeitos inflacionários na economia brasileira associado a um quadro eleitoral indefinido e desafiador para candidaturas pró-reformas devem impor viés de alta da curva de juros futuros.
Dólar: a conjuntura internacional mais adversa no dia por conta das tensões comerciais e das crises na Turquia e Argentina são fatores de pressão sobre a taxa de câmbio doméstica. Ademais, cenário eleitoral com maior grau de imprevisibilidade acentua o viés negativo para o real. Desse modo, o dólar deve ganhar valor frente a moeda local.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.