Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 03/05/2018

Brasília, 03 de maio de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: investidores itnernacionais operam de forma distinta nos diferentes mercados. Na Europa, a decepção com o indicador de inflação ao consumidor (1,2% YoY, ante expectativa de 1,3%) passou a percepção de que uma normalização rápida da política monetária na região do euro deverá ser adiada para além de setembro deste ano. Já nos EUA, players fazem nova leitura do comunicado do FOMC (Cômite de Mercado Aberto do Fed) de que manterá a condução gradual da política monetária proporcionando assim alta dos futuros de bolsa de Nova Iorque. No momento, dólar cede ante a maioria das divisas externas e commodities metálicas sobem.

Interno: para tentar suavizar o movimento do câmbio, o Banco Central anunciou que ofertará contratos de swap cambial no montante de US$ 445 millhões em leilão. O Bacen poderá oferecer volume de dólar superior ao vencimento dos contratos antigos. Caso o órgão regulador matenha o ritmo da oferta de hoje, até o fim do mês terá oferecido US$ 8,445 bilhões ao mercado, ou seja, US$ 2,795 bilhões superior ao próximo vencimento de swaps em 1º de junho. Na agenda de indicadores, a perspectiva de avanço de 0,5% da produção industrial de março, frente a alta de 0,2% em fevereiro deve animar parcialmente os agentes domésticos.

Bolsa: a atuação do Bacen no câmbio e abertura divergente nas principais praças financeiras internacionais devem impor cautela e provocar volatilidade nos papéis no início dos negócios.
Juros: o anúncio de atuação do Banco Central na taxa de câmbio e a enfraquecida momentânea do dólar no exterior contribuem para tirar a pressão da curva de juros. Por outro lado, o leilão de títulos públicos pré-fixados pelo Tesouro Nacional tendem a prevalecer e impor elevação dos prêmios.
Dólar: o dólar tende a abrir mais fraco em relação ao real em meio a uma realização de ganhos recentes, bem como pela queda da divisa norte-americana ante as moedas externas. Ademais, a releitura de que o Fed manterá a política monetária gradualista e a ação do Bacen para ofertar swaps cambiais também reforçam o viés do dia.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.