Boletim de Abertura

Abertura de Mercado – 02/10/2018

Brasília, 02 de outubro de 2018

NOTAS ECONÔMICAS — Abertura dos Mercados

Ambiente Financeiro:

Externo: o quadro político na Itália provoca cautela nos mercados em geral, após o governo divulgar proposta com déficit orçamentário que desagradou a União Europeia. A apreensão dos investidores recai sobre a possibilidade de a Comissão Europeia rejeitar a proposta orçamentária, um déficit de 2,4% do PIB, o que poderia iniciar uma nova crise de confiança na zona do euro. Por ora, bolsas europeias, futuros de bolsas de Wall Street e commodities agrícolas caem, enquanto o dólar ganha valor ante a maioria das divisas externas.

Interno: a divulgação da pesquisa Ibope, ontem a noite, mostrou fortalecimento do candidato Jair Bolsonaro (PSL) com 31% das intenções dos votos seguido por Fernando Haddad (PT) com 21%. O crescimento de 4pp de Bolsonaro e a estabilidade de Haddad para votação em primeiro turno difere das perspectivas do segundo turno cujo resultado é de empate entre os dois com 42% dos votos para ambos. Na agenda de indicadores, a estimativa de alta de 0,2% da produção industrial de agosto é o destaque.

Bolsa: o cenário externo ruim para as bolsas no exterior deve ser contraposto pela última pesquisa Ibope sobre a eleição presidencial que apontou fortalecimento das intenções de voto para o candidato Jair Bolsonaro (PSL) e estabilidade de Fenando Haddad (PT). Na visão dos agentes Bolsonaro representa um viés pró-mercado. Nesse sentido, espera-se que o Ibovespa descole do movimento externo e suba no dia.
Juros: a perspectiva de reação dos investidores à pesquisa Ibope mostrando maior vantagem de Jair Bolsonaro (PSL) na corrida presidencial diante de uma visão pró-mercado que o candidato representaria tende a sobrepor o cenário externo e deve impor queda dos juros futuros (implica, no dia, diminuição dos custos de captação e aplicação dos bancos).
Dólar: investidor doméstico tende a ignorar o movimento externo de apreciação do dólar neste início de sessão por conta da pesquisa Ibope divulgada ontem à noite mostrando aumento nas intenções de voto de Jair Bolsonaro (PSL) e estagnação de Fernando Haddad (PT). Os agentes enxergam que Bolsonaro representaria um governo mais favorável as reformas econômicas. Assim, o dólar tende ceder frente ao real.

Esta publicação foi produzida pela GEREI – Gerência de Relações com Investidores, e tem caráter primordialmente informativo. As opiniões e informações contidas neste relatório são estimativas referentes à data do informativo e foram elaboradas com base em dados de fontes, em princípio, confiáveis e de boa-fé, porém, não há nenhuma garantia expressa ou implícita, sobre sua exatidão. Assim, a DIRFI/GEREI não se responsabiliza por qualquer risco, perda direta ou indireta que seja consequência de imprecisão contida no relatório ou da utilização de seu conteúdo, bem como não configura qualquer garantia de rentabilidade. Todas as perspectivas de mercado derivam de nosso julgamento e podem ser alteradas tempestivamente sem aviso prévio, por conta de mudanças que possam afetar as estimativas fornecidas pela área. Ressaltamos que este trabalho não constitui nenhuma oferta de venda ou solicitação para compra de quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Elaboração: DIRFI/GEREI. Fontes: AE Broadcast, BACEN, IBGE, FGV e LCA Consultores.